Rua Borges de Figueiredo, 303 – Sala 313 - São Paulo-SP 995089275 11 2062-6798

COMO DEIXAR AS PORTARIAS MAIS PROTEGIDAS

Gostou? compartilhe!

COMO DEIXAR AS PORTARIAS MAIS PROTEGIDAS

Com a evolução social e a crescente urbanização, os edifícios tornaram-se a melhor forma de se organizar e melhor aproveitar os espaços para que se possa viver harmonicamente em comunidade, mas mesmo assim a violência tem chegado a essas fortalezas . Estamos num novo milênio e  tecnologia estará cada vez mais avançada e moderna, fatalmente esta sofisticação atingirá os condomínios, principalmente no que diz respeito a sua arquitetura, onde prevêem-se construções faraônicas, com prédios inteligentes e seguros. Atualmente nos Estados Unidos, a grande maioria dos prédios já são construídos com Sistemas de Segurança, no entanto no Brasil, estima-se que apenas 15% dos edifícios residenciais, os considerados de alto padrão, são projetados prevendo-se Sistemas de Segurança sofisticados e adequados.

Um dos principais pontos de vulnerabilidade do condomínio, sem dúvida alguma, e que deve ser muito bem planejado é a Portaria, pois é uma das barreiras físicas mais importantes de qualquer Conjunto Residencial, uma vez que é por esta entrada que se fará todo controle e a triagem das pessoas que desejam acessar as dependências do prédio. Para tanto é necessário que se siga algumas regras básicas, quando da confecção do projeto e execução desse tipo de obra, para que seja construído dentro das Normas de Segurança, levando-se em conta também a estética de sua arquitetura e a funcionalidade.

Primeiramente a Portaria deverá, preferencialmente, ser única, tendo como obstáculos grades e portões fabricados com materiais leves mas resistentes, formando uma eclusa entre si, tendo altura mínima de 2,5 metros, devendo seu sistema de abertura ser eletrônico. Poderá haver alguns outras extensões eletrônicas tais como sensores infravermelho ativos ou cerca eletrificada. Deve ser muito bem iluminada, evitando-se pontos de penumbra à frente do edifício.

A guarita deve ser construída, de preferência de alvenaria, com um recuo mínimo de 3 metros de distância  da divisa frontal do prédio, e sendo elevada, no mínimo, em 2 metros de altura do nível da rua. Internamente deve ser revestida com vidros à prova de balas e com película de proteção visual, devendo ser dotada de sanitário e com porta resistente. Os seus principais equipamentos de comunicação devem ser o interfone, o telefone e o rádio, assim como deve-se ter  os botões de acionamento eletrônico dos portões, o monitor de CFTV, um botão de pânico e o teclado do sistema de alarme, em alguns condomínios são utilizados controles de acesso informatizados. E, finalmente, um porteiro devidamente selecionado, capacitado e treinado para operá-los.

Esperamos que para o 3° milênio nossos condomínios sejam projetados e construídos prevendo-se  sua Proteção desde a Portaria, pois são os detalhes  que fazem  a diferença num Sistema de Segurança.

 

(*) JOSÉ ELIAS DE GODOY é especialista de Segurança em Condomínios e autor dos livros “Manual de Segurança em Condomínios’’ e “Técnicas de Segurança em Condomínios”.Fale com ele pelo e-mail elias@suat.com.br 

 



Gostou? compartilhe!

Whatsapp Suat Whatsapp Suat