Rua Borges de Figueiredo, 303 – Sala 313 - São Paulo-SP 995089275 11 2062-6798

DISFARCES MAIS USADOS EM ASSALTOS A CONDOMÍNIOS

Gostou? compartilhe!

DISFARCES MAIS USADOS EM ASSALTOS A CONDOMÍNIOS

Um dos grandes diferenciais de quem mora em condomínio com certeza é a segurança.

Saber que há procedimentos a serem seguidos e um aparato de tecnologia ajuda não só na sensação de segurança, mas também afasta os mal intencionados do condomínio.

Porém, a criatividade dos assaltantes não para de crescer.

“A principal ‘novidade’ são os bandidos estudarem o estilo dos moradores e tentarem entrar como se fossem eles. Usam roupas parecidas para se misturar e conseguir entrar no local pela porta da frente, com tranquilidade”, aponta o especialista em condomínios José Elias de Godoy.

Há também casos de prédios com características específicas, como onde há grande maioria de coreanos. Nesse caso, assaltantes orientais entram no local também se passando pelos moradores. Em condomínios com maioria de judeus, já houve casos também do assaltante se vestir como os moradores para entrar com mais facilidade.

Outra modalidade em alta de invasão é usar adolescentes para entrar no condomínio. 

“Também vestidos como quem mora no local, é mais fácil do porteiro deixar um adolescente entrar”

Elias aponta que 90% das invasões ocorre pela porta da frente do condomínio.

DISFARÇADO DE MORADOR :

Os bandidos tentam entrar no condomínio vestidos como os moradores se vestem.

  • Deixar claro para os porteiros que eles não devem ter medo de barrar um morador caso tenha dúvidas sobre a identidade do mesmo

JOVENS E ADOLESCENTES :

Ações criminosas envolvendo jovens são cada vez mais recorrentes. O porteiro pode liberá-los achando que moram no condomínio

  • Não importa se são jovens ou adolescentes: todos devem ser autorizados por moradores para entrar no condomínio

FUNCIONÁRIO DE CONCESSIONÁRIAS, CORREIOS , TELEFONIA ETC :

Alegam ter de fazer reparos dentro de algumas unidades, ou no caso do carteiro, ter de entregar em mãos a correspondência

• Pedir crachá com foto • Caso o morador não esteja, ligar na empresa para conferir se aquela pessoa realmente é funcionário.

OFICIAL DE JUSTIÇA OU ADVOGADO:

Procuram forçar a entrada no condomínio sem se identificar, ou apresentando documentos e identidades falsos

O porteiro não deve não mudar os procedimentos de segurança de acordo com a aparente autoridade de quem quer que seja.

AUTORIZADO PELO TELEFONE :

Alguém, se passando por morador, autoriza a entrada de um terceiro pelo telefone

O porteiro deve ter uma relação com os telefones de todos os moradores. Só após falar com o morador pelo contato da portaria deve-se liberar a entrada. Outra possibilidade é a comunicação por WhatsApp.

FALSO POLICIAL :

Homens chegam trajados com roupas da polícia e exigem entrar no condomínio, às vezes com carros adesivados que imitam os da polícia

Não deixar ninguém entrar sem ser autorizado, mesmo que seja policial. A polícia não pode invadir o condomínio sem um mandato de busca e apreensão, por exemplo.

CARRO CLONADO DO MORADOR :

Usam carro com as mesmas características de um morador para entrar no condomínio. Embicam o carro e, por conhecer o carro, o porteiro abre a garagem

Só abrir se o morador sair do carro ou mostrar o rosto e se identificar. Ideal é ter câmeras que focalizem o rosto do motorista ao chegar.

FALSA GRÁVIDA :

Mulher se passando por grávida finge estar passando mal. Companheiro pede para usar o telefone da portaria para ligar para médico

O porteiro pode ligar ele mesmo para uma ambulância, caso veja que o caso é grave. Mas não deve sair da portaria e nem deixar ninguém entrar no condomínio.

MULHER BONITA E VESTIDA DE MANEIRA PROVOCANTE :

Mulher chega de noite, geralmente para visitar um morador solteiro. Pede para não anunciada pois “ela é a surpresa”

O porteiro deve ser extremamente cauteloso e não deixar ninguém entrar. O porteiro não deve não mudar os procedimentos de segurança, jamais.

CORRETOR DE IMÓVEIS :

Bem vestido, em geral num grupo de dois ou três, apresenta-se como corretor de imóveis e diz que vai visitar determinado apartamento

• Confirmar se morador requisitou a presença do corretor. Se não, não permitir a entrada, mesmo que o morador permita. • Alertar porteiros para não deixar desconhecidos entrarem, mesmo que estejam “bem vestidos”.

AGENTE DE FISCALIZAÇÃO DA DENGUE :

• Geralmente dois ou três homens com coletes e uma maleta de plástico • Dizem que são funcionários da prefeitura ou terceirizados

• Pedir documentos e crachás com fotos. Porteiro deve ligar para a prefeitura – e não para número que constar no crachá.

MENINO ASSALTADO:

Menino pede para usar o telefone para ligar para o pai

Porteiro pode ligar ele mesmo para o pai da criança, de dentro da portaria. Não deve, porém, dar o telefone para o menino e nem deixá-lo entrar no condomínio.

ENTREGADOR DE ENCOMENDAS : ( PIZZA, FLORES, CESTAS DE CAFÉ DA MANHÃ ETC..)

De dois modos: 1. diz que vai subir em determinada unidade para entregar; 2. Chama o condômino ou um empregado seu para receber, e o rende assim que a porta é aberta

• Não permitir a subida de entregadores às unidades, em nenhuma hipótese • Antes de abrir o portão para receber a encomenda, o porteiro deve confirmar se o respectivo condômino a aguarda • No caso de flores e presentes surpresa, o melhor é que o próprio porteiro receba • O ideal é instalar um “passador” de encomendas, para não abrir o portão nestes casos.

O BEM VESTIDO

• Homem de terno entra a pé pela garagem quando um morador chega com seu carro, ou simplesmente pede para abrir a porta pela entrada  de pedestres • O porteiro não desconfia de nada porque o homem está bem-vestido • Logo em seguida é rendido pelo invasor, que o obriga a abrir o portão para seus comparsas

Orientar o porteiro para não mudar os procedimentos de segurança de acordo com as vestimentas das pessoas ou aparência de status social.

O CONHECIDO :

• Aproveita-se da entrada de uma pessoa no prédio para “pegar uma carona” no portão aberto dos pedestres • Para não despertar suspeitas, diz alguma coisa para a pessoa que está entrando, parecendo ao porteiro que ambos se conhecem

• Outra vez, vale a atenção do porteiro. Se ficar na dúvida se conhece ou não a pessoa que entrou, deve abordá-la e perguntar para que unidade se dirige • Não deixar que dois visitantes distintos entrem simultâneamente.

DE CARRO:

  • Embicam o carro na garagem e buzinam
  • Como “passageiros” de veículos de entrega que entram na garagem

O porteiro deve ser extremamente rigoroso na identificação do carro e do motorista. Jamais abrir o portão para veículos que não se identificam.

 

(*) JOSÉ ELIAS DE GODOY é especialista de Segurança em Condomínios e autor dos livros “Manual de Segurança em Condomínios’’ e “Técnicas de Segurança em Condomínios”.Fale com ele pelo e-mail elias@suat.com.br 

 

 



Gostou? compartilhe!

Whatsapp Suat Whatsapp Suat